quarta-feira, dezembro 17, 2014

Gelado de azedume


Há quem tenha tudo para saber a chocolate, mas opte pelo azedume como aroma de vida. Quem tenha um frigorífico com todas as condições para sustentar uma refrigeração saudável, mas opte por manter a porta aberta deliberadamente só para se poder queixar de um ligeiro derretimento que torna a culinária da vida numa receita muito complicada. Quem não perceba que é feio queixar-se a toda a hora sem reais motivos para o fazer, quem prefira a vitimização em vez da acção, quem não perceba que as trincas violentas fazem parte do percurso, que nunca poderia ser feito apenas de lambidelas suaves. E que o topping depende de cada um de nós. Porque não há ninguém que possa fazer mais pelos sabores do nosso gelado do que nós próprios.


Sem comentários: